Ronca Ronca


faça o cadastro para saber, em primeira mão, de promoções & infos!

       
Tico-tico

13 de abril de 2014

o “coleção” na feira e o arrastão…

Filed under: fotografia,historinhas,torcida

diego, um dos gerentes do coleção de camisas, resolveu bater perna com a patroa, no rio de janeura…

cruzamos os bigodes na feira de vinil, hoje, no downtown (barra da tijuca)…

e ele voltará pra sumpa com dois modelitos do maNto… UAU!

o novo espaço da feira parece que funcionou bem… abertão, sem perrengues e boas ofertas!

+ um palco por onde circulou uma tchurma cascuda…

como por exemplo, os beach combers:

diego mandou um pombo, logo depois de nosso encontro, dizendo que tinha ouvido

falar de um arrastão lá pelos lados do maracanã… com uma tchurma sinistra, toda de preto e apito na boca.

e que estava assustado já que tinha que pegar um chapa na tijuca antes de vazar pra sumpa à noitinha.

eu disse que não estava sabendo de nada mas pra ele não se preocupar que porraqui é assim mesmo, nesses dias… normal.

paulista é um povo muito desacostumado com as coisas da cidade marravilhosa!



a xaropada…

Filed under: historinhas,torcida

vi, ontem, pelo canal do festival no Utube, uns tascos do warpaint…

numa tenda bem grande… mas meio vaziona.

claro tinha gente… mas dava pra perceber, claramente, que estava bem espaçoso.

em seguida, de um palco beeeem maior, entrou o tal do foster the people…

se apresentando para uma multidão compacta, empolgadona por uma música ridícula…

o símbolo da inutilidade, do vazio, do bundamolismo… na boa, risível!

quando o queens of the stone age começou… hahaha, a patetice anterior ficou ainda mais gritante.

como deve ser o josh homme esbarrando com essa mauriçada no camarim?

anyway, fui mimir pensando na quantidade de banduchas fofas, hypadinhas, cheirando a talco johnson… insônia, forte!

e, hoje, flavão “selvagem” chegou largando parafuso enferrujado pelas ventas…

“rapaz, estranhei a quantidade de bandas ruins, de uns moleques afetados fazendo várias poses e nada, nada de som bom…impressionante. e olha que cheguei a cogitar ir p lá. vc não está estranhando não essa quantidade de festivais e bandas iguais, com umas carinhas “”globalizadas”, mesmas roupinhas, barbinhas ‘malhação’, sei lá irmão (meio aquela onda de que todo mundo quer ser artista, vip e o cacete). sei que temos que relativizar pra poder captar possíveis ‘alterações’ no meio disso tudo, mas tá difícil….eu dormi depois das meninas…mas antes delas fiquei assistindo e caray, foi assustador, nada que prestasse…” flavão.



10 de abril de 2014

z´+ arcade fire…

Filed under: show,torcida

“E aí Maurício…sobre o Arcade fire, por muito pouco o seu texto não me convenceu a ficar em casa,  já que concordo com você, esse último disco, “reflektor”, até hoje não me desceu muito bem (ainda que eu tenha escutado apenas duas vezes quando saiu, e ainda não dei outra chance pra ele).

Mas enfim, pensei, pensei, e como a banda tinha (e ainda tem) o saldo positivo comigo, quando deu nove horas da noite, resolvi fazer um esforço ir pro Citibank hall (evito ao máximo ir pra barra pra mim é sinônimo de perrengue ir e voltar, mas dessa vez, milagrosamente, achei um ônibus que fez o trajeto da minha casa até o via parque em menos de vinte minutos, na ida e na volta); chegando lá ainda dei a sorte de encontrar um sujeito vendendo um ingresso pra “pista premium”  mais barato que o da pista comum.Entrando lá,foi uma surpresa ver o espaço tão vazio (inclusive colocaram uma grande cortina preta atrás do público, eliminando metade da pista, pra que desse a ilusão que a platéia estava cheia, caso contrário, teria ficado feia a situação.Teria sido bem melhor se tivessem feito no circo voador, mas enfim…
Abriram com duas músicas do último album, e tudo soava morno, e como você disse, excessivamente “processado”(até o suicide ou o soft cell soariam mais orgânicos), a ponto de mesmo eu estando a menos de dez metros do palco, não conseguir distinguir direito de que instrumento saia cada som – parecia estar saindo tudo do teclado, rs. Além disso, o som estava baixo. Mas aí o show começou a engrenar…e já na terceira música o som melhorou bastante (provavelmente devem ter feito alguns ajustes) e ficou bacana.Focaram o repertório principalmente nas músicas do Funeral e do reflektor (quase nada do neon bible e do suburbs).Enfim, arrisquei, seria melhor correr o risco de me arrepender por ter ido do que o de não ter ido (seria o mínimo, já que tinha aberto mão de ir pro Lollapalooza…e era uma das pouquíssimas bandas do festival que eu realmente queria ver), mas devo dizer que, apesar de ter sido bacana, gostei bem mais do outro show que vi deles, em 2005, quando eu nem sequer os conhecia.Esse não conseguiu me “hipnotizar”, nem prender minha atenção por muito tempo, e volta e meia eu me flagrava durante o show pensando se teria ônibus na hora de voltar, entre outras amenidades… mas o problema deve ser mesmo comigo, já que está todo mundo falando tão bem, rs.O fato é que eu trocaria fácil esse show por um da turnê do Neon bible, ou até mesmo do Suburbs, discos que eu gostei bem mais que esse.Fazendo uma média entre repertório, disposição, alegorias e adereços, harmonia, presepadas, etc, daria um 7,5 pra turma do Win Butler e Regine (deu pra passar, mas enfim…poderia ter sido melhor). Abraço”     Z´


9 de abril de 2014

bobby & cia…

Filed under: fazendo arte,torcida

Assunto: futebol + música = roNca
“Salve, Mauvall!
Passeando pelas internetas me deparei com isso aqui: o designer britânico James Campbell Taylor resolveu imaginar os maiores jogadores de futebol do mundo como capas de discos. Fantástico! Lembrei imediatamente do roNquinha, claro.

Saca só:
http://pennarellodesign.com/

Basta clicar na imagem do pelé!
p.s. cê continua babando pelas ‘Warpaint’ aí pelo tico e eu vou me apaixonando.. êh, laiá!
p.s.s. aproveitando o pombo pra agradecer Igor Ferraz e Pollyana Lopes, realizadores do filme ‘A Tripa’. Conhecer

essas histórias por trás de tantos anos de ronca só me faz projetar meu próprio futuro com o programa

- faço parte da geração oifm, mas parece até que escuto há 20 anos. Já é orgânico, tipo respirar, saca?
Obrigado, Mauricio.

Grande abraço,”
Leandro



8 de abril de 2014

patrimônio…

Filed under: fotografia,torcida
Assunto: pepitas da perimetral
“Fala MauWal!

Nossa!!! Que pérola que Shogun encontrou nas imediações da Praça XV!!! Praticamente um trabalho arqueológico!!!
Esse samba de caboclo que rolou hoje no programa, que dizia ser aqui do RJ, eu já gravei no Reconcavo Baiano, em Cachoeira! Na verdade, é um patrimonio brazuca via candomblé/umbanda, já que se trata de um Ponto de Boiadeiro (que trabalha na linha dos Caboclos, umbandísticamente falando).
Fiquei curioso pra ouvir o restante da coleção…
Buenas, só pra comentar: o Metá Metá no Circo Voador tava destruidor!!!! Não é por acaso que Titio Allen tá tirando o chapéu pra moçada! Realmente creio que é a mistura mais contemporânea e afro-punk da atualidade. Dancei do começo ao fim!
Mando um registro em baixissima qualidade feito por mim via celular.
grande abraço,
Marcelo W.


6 de abril de 2014

aTRIPA (madri+buenos aires+olinda)…

Filed under: historinhas,torcida,youtube — Tags:

UAU!

este é o complemento criado por igor e pollyana ao doc. sobre aTRIPA... o popular “bonus track”!

sempre foi muito forte a idéia de contar com os ouvintes de fora do rio… de fora do brasil… que são muitos, muitos & muitos!

só que, na edição final, eles optaram em priorizar a tchurma que pudesse ser registrada cara a cara.

para reforçar a presença fundamental/histórica/resistente/cascuda dos ouvintes que residem em outras cidades,

aí está a homenagem montada por igor&pollyana com as leNdas anleNe/lisaNdro/willaNa!

D+D+D+D+!



vinil, barata e apocalipse…

Filed under: torcida,youtube

Assunto: No fim só sobrarão as baratas e os discos de vinil…
“Fala Mauricio!

Estava num sabadão destes com a patroa sentado em frente a TV procurando um filme e encontrei um tal de Oblivion, de ficção científica, estrelado por Tom Cruise. Resumindo a história, trata-se de um não muito longínquo 2077, quando a Terra é devastada após uma guerra com alienígenas…Ou seja, nada havia sobrado, tudo destruído. Mas…estou eu sentadinho no sofá, quando o personagem do Tom Cruise, encontra uma casa velha, abandonada em um único local com área verde e um lago. Nesta casa esquecida, ele tem apenas uma única mídia funcionando…OS DISCOS DE VINIL !!!! PQP !!! Dei um grito na sala !!! Vários discos ! Ele escolhe um do Led Zeppelin e põe Ramble On para tocar !!!! Cacetada ! Pensei eu: “o diretor do filme Joseph Kosinski é da tripa e escuta o Ronca Ronca ! Só faltaram as baratas !!!!! Minha mulher não entendeu nada…Continuei vendo a filminho com o coração explodindo…Que momento !
Vai aí o link..
Abração !!!!”Gilberto



5 de abril de 2014

leonardo mandou pra gente…

Filed under: futebol,torcida,youtube

( :



1 de abril de 2014

“pepe” mujica…

Filed under: imprensa,torcida,youtube — Tags:,

aTRIPA chegou forte com a entrevista de nosso presidente (ué, se a fronteira vai pro brejo!) à TV bandeirantes, no domingo.

muitos e muitos pombos!!!

como, por exemplo, o leonardo (de victoria)…

Assunto: A Erva e o Mujica
“Salve,

Quando o aprendiz Carlos Castañeda perguntou ao xamã Dom Juan, seu mestre tolteca, qual é o caminho correto a ser seguindo na vida, ele respondeu: “qualquer caminho merece ser seguido, desde que no final tenha um coração”.
O livro “A erva do Diabo” pode ser considerado literatura de segunda, mero realismo fantástico.
Mas esse ensinamento nunca me saiu da cabeça.
No domingo, nosso mestre agricultor Pepe Mujica concedeu uma entrevista à BandAid, que me lembrou o velho Dom Juan.
À sua frente não haviam três experientes repórteres (Boechato, Mitre e Panúnzio), mas fãs.
Foi evidente o estado de graça dos entrevistadores à frente da lenda viva.
O que mais me chamou atenção foi a ênfase humanitária do Presidente.
Só de ser quem ele é, chegar onde chegou, e permanecer sendo quem é, já o galga a ganhar o Nobel da Paz (sendo certo que doaria a grana).
Não conheço a biografia completa do Pepe, mas a cada dia fico mais emotivado com suas palavras e ações.
Domingo de muita felicidade: Vascão vencendo com raça, nosso goleirão uruguaio fechando o gol e Mujica dando aula de humanidade no fim da noite.
São líderes genuinamente carismáticos e iluminados como ele que precisamos para termos uma política voltada ao homem e não ao capital.
Sempre fico perplexo quando leio sobre (bi)milionários drogados, prostituídos e suicidas, enquanto há Mujicas felizes e desconhecidos pelo mundo afora.
Ele traz tanta paz e sabedoria juntos que sua riqueza interior não necessita de “ostentação” (palavra da moda) externa.
Parecia um rei serenão sentado com aquela calça levantada até os joelhos, sandálias de couro envelhecidas, camisa de botão entreaberta, seus cachorros andando entre suas pernas, e a entrevista em meio ao matagal da roça modesta.
Coisas desse jaez enchem nosso coração de alegria.
Não sei o caminho que Pepe percorreu, mas sinto que no final, tinha coração.
Ao menos o meu…
Cheers,”
Leonardo

 



30 de março de 2014

“a ofensa oficializada”, por z´ da mar´…

Filed under: brasil,fotografia,torcida

“Falar a respeito do que está acontecendo na Maré faz todo o sentido, principalmente se for pra buscarmos as circunstâncias que estão por trás disso tudo.A Upp, ao menos no real sentido “pacificador” do termo, me parece uma farsa (assim demonstra ser esse projeto pela maneira que ocorre, com policiais despreparados, recém formados, sem estrutura, sem cabeça, sem nada;muitas vezes são ações de teor midiático pra mostrar serviço, mas depois que a poeira baixa, tudo volta ser como antes, pior, talvez).Não está dando certo onde já foi instalada, e não vai ser aqui que vai dar.Um projeto de “maquiar” a cidade, a custo de muito sangue alheio.A grosso modo, é isso.Poderia ser só um “momento batatada”, mas tem significados bem mais escabrosos.
Você me pediu pra escrever sobre minha percepção do que está acontecendo, e é mais ou menos isso : paliativos pra inibir o tráfico, fruto de leis que não fazem sentido.
Talvez ter chegado em casa essa semana e ter encontrado a porta aberta, com a casa revirada, e saber que a polícia invadiu a procura de “algo” pese na minha opnião (afinal, como diz o provérbio, “no  dos outros é refresco”) .Está mais do que claro que toda essa história foi,é, e seguirá sendo ações um estado de exceção. Direitos individuais (que qualquer pessoa teria em regiões mais elitizadas da zona sul, por exemplo, como o de não ter a sua residência invadia pela polícia sem um mandato judicial) parecem valer muito pouco na ótica de quem está por trás de tudo isso. Isso sempre aconteceu (ao menos comigo, é a segunda vez que entram em minha casa sem qualquer justificativa.A primeira vez foi a uns sete anos, quando acordei com dois policiais em meu quarto – entraram pela janela – com uma arma apontada pra mim.Perguntaram se os meus cds eram originais (!!!) e foram embora…hahahahaha(dessa vez, até poderia ser considerado uma arbitrariedade isolada desses policiais.Foi tão grotesco que quase foi engraçado); enfim, sinto que tenho pouco a dizer comparando a casos\relatos de “suspeitos” serem mortos (alguns até mesmo a facadas), relatos que pipocam aqui e ali,e não tem novidade nenhuma nisso (aliás, já reparou que sempre quando pessoas são mortas na favela, dizem que o “suspeito tinha passagem pela polícia”, como se isso justificasse execuções, e fica tudo por isso mesmo?); dessa vez (ao menos aqui) a gravidade  está no fato de que não há mais nada velado : tudo foi “autorizado”, os abusos são justificados, direitos básicos, constitucionais são enterrados na base da canetada.Não há pra onde recorrer. Como diz uma velha música do Chico Buarque, “-chamem o ladrão!” (??? …melhor não).
Quem ler isso, poderia interpretar de maneira torta, como se eu preferisse um “estado paralelo” ao “estado” de fato, e entendo que pode parecer (erroneamente) isso.Não quero ser simplista, muito menos  maniqueísta, mas vivendo aqui (e em tantos outros lugares em que coisas assim já fazem parte do cotidiano), e vendo esse tipo de histórias rolarem frequentemente, não tem como ser muito simpático com certas idéias e ações por parte do estado.Não dá pra acreditar em nada do que vejo na Tv, quando vejo o noticiário, parece um outro mundo, com pontos de vista fora da realidade.Parece tudo comprado.Relatos como esses, por exemplo, não fazem parte do discurso :
“ A POLÍCIA AINDA NEM ENTROU NA MARÉ E JÁ SURGEM RELATOS DE INVASÕES DE CASAS

“Minha mãe estava dormindo. Quebraram móveis e mexeram na geladeira”, disse um adolescente.

“Estão entrando na casa dos moradores, estourando vidro de carro. Se damos bom dia, eles saem xingando. É muito abuso. A gente quer é políticas públicas aqui dentro. Que melhorem os serviços”, disse a presidenta de uma associação de moradores que se identificou como Andrea.

“Eles estão esquecendo que somos trabalhadores. Levaram uma televisão de 32 polegadas de uma senhora. Estragaram a fechadura da minha porta. Eu sou trabalhador. Estou revoltado por causa disso. Foi hoje, entre as 9h e as 10h”, contou um morador que se identificou como João.

“Eles estão entrando porta adentro. Não tem diálogo”, completou outro morador.
_________________

Todos estes relatos estão na matéria da Agência Brasil: http://bit.ly/1p8Docg

O nosso receio é que se repita isso aqui: http://on.fb.me/1dtdVIH
_________________

#assessoria

*Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil ”

Ou esse tipo de coisa : https://www.youtube.com/watch?v=6pFe1HSrYLY (como ver isso e ser pró-polícia, pró-Upp?  ) . Sem contar que sobre essas invasões, não faltam relatos de furtos feitos por quem deveria ter vindo pra nos proteg…quer dizer, não sei bem por que vieram.

Enfim…normalmente não falo muito sobre esse tipo de coisa, porque sinceramente, não tenho muita esperança a respeito (por mais que a esperança seja a última que morrer, às vezes ela fica doente, anêmica, bem fraca), ou até mesmo paciência pra debater, e simplesmente vou vivendo.Mas o Ronca é um (ou melhor, “O”) canal tão foda, que representa tanto pra mim, que nem pensei duas vezes em escrever essas breves letrinhas.Fico por aqui (escrevo isso ao som barulhento de helicópteros que rondam a Maré desde às cinco da manhã, que me impediram de dormir essa noite.Na verdade, eu não teria conseguido dormir de nenhuma maneira : teve o aviso de que a UPP entraria nessa madrugada, e que policiais e exército entrariam nas casas, assim, como quem diz “foda-se, é isso mesmo”.Como dormir com isso?É uma ofensa oficializada.Direitos, pra quem? http://extra.globo.com/casos-de-policia/justica-expede-mandado-coletivo-policia-pode-fazer-buscas-em-todas-as-casas-do-parque-uniao-da-nova-holanda-12026896.html  ).Poderia escrever mais, com outras nuances, mas enfim, é mais ou menos isso.

(Ps : pra quem quiser saber sobre o que está acontecendo de fato, recomendo canais alternativos como esse : https://www.facebook.com/Marevive .Esqueça a tv).
Abraço”


olinda’s calling…

Filed under: torcida

Assunto: RE: tico + roNca #68
“Lembrando os mocinhos relegados pelo Shogun; good day, sunshine.

Coraçãozinho se enterneceu com o negativos & positivos (52). E olha que de futebol só sei que o de preto é o juiz e que bola na rede é “e que goooooooool” como dizia o outro lá, um tal de Osmar Santos J

Paradinha sinistra essa do Tenório, né não? Se alguém se interessar pelo post e quiser conhecer mais sobre, dá a sugesta do livro Operación Condor: Pacto Criminal” de Stella M. Calloni. Outro mais fácil de encontrar e – importante – em português é o “A Onda que se Ergueu no Mar” do Ruy Castro. Tem um perfil bem interessante sobre a “faceta” músico do Tenório além de narrar seu destino infeliz.

Quem tiver interesse em se aventurar além do álbum Embalo, vale ir atrás do segundo disco do Marku Ribas, do Índia da Gal Costa, do primeiro solo do Lô Borges ( o do tênis na capa. Por falar nisso, Tenório é citado de forma carinhosa no livro “Os Sonhos não Envelhecem” do Márcio Borges que, dentre outras histórias, fala da criação desse disco) e mais um bocado em que ele participou e/ou contribuiu.

Agora chega que domingo é dia de biricutico. Não só domingo, mas…whatever.

Beijinhos, bye bye”
W.



29 de março de 2014

teresiNa’s calling…

Filed under: fotografia,torcida
Assunto: Fairport & Janela
“to ouvindo esse disco, concentradão, corrigindo provas, trabalhos e um final de tarde fodaralhaço, agressivo, mostrando pra mim que “eu não sou porra nenhuma mêmu”…daí entra ela, sandy (a verdadeira) com esse clima…travei, chorei e morri…

http://www.youtube.com/watch?v=mEfirPUQMgk

ps: as fotos, tiradas da janela de minha sala, são de períodos diferentes. a 1 foi o ano passado. a 2 é o cenário de hoje o qual me refiro e me inspiro…que momento!”

flavão do brasil


28 de março de 2014

“faz de conta”…

Filed under: historinhas,imprensa,torcida — Tags:

almocei, hoje, com uma das mais cascudas personalidades da comunicação moderna.

papo vai, tomatinho pra lá, carne assada pra cá, papo vem… desabamos na total falta de opinião/determinação que nos cerca.

de como neguinho faz qualquer coisa para galgar parâmetro$, de como neguinho se ajoelha diante do maior crápula só para aparecer…

de como são raríssimos (comparados à massa ao redor) os que possuem idéia própria e, realmente, lutam por ela.

tudo afinado à situação “vivemos no mundinho do faz de conta, da mentirinha… mas vamos em frente”.

 relembramos fatos inacreditáveis, demos muitas gargalhadas… e pagamos a conta (salgada)!

no que cheguei em casa, leonardo – d’aTRIPA paulistana – enviou o link da coluna do andré barcinski sobre levon helm

onde estão as seguintes letrinhas:

“Helm é convidado a ir ao Grammy receber um prêmio pelo trabalho com The Band, recusa: “Isso é uma armação de engravatados. Onde eles estavam quando Richard e Rick precisaram de ajuda?” (Richard Manuel cometeu suicídio em 1986, e Rick Danko morreu do coração em 1999). Em vez de ir à festa dos “engravatados”, Helm faz um show de sua banda, os Midnight Ramblers”



viena’s calling…

Filed under: fotografia,historinhas,torcida
Assunto: Shows em Viena nos próximos meses
“Camarada!

Só para te deixar informado sente o clima que eu encontro aqui nos próximos meses em shows e festivais:
- Rolling Stones, The Isley Brothers, Al Jarreau, Sharon Jones, Dr. John, Black Sabbath, Bob Dylan, Nine inch Nails, Gregory Porter, Queens of the Stone Age, Sisters of Mercy e o Kraftwerk vai fazer oito shows em quatro dias tocando um album por show (dois shows por dia) na integra.

Como pode perceber é pressão! E tem muito mais, arte, designer, cervejas, cafés, pic nics e etc.
A cidade já foi uma das grandes capitais da invenção e influência no mundo mas depois da guerra proveniente do nazismo o mundo ficou com o pé atrás em relação ao país! Eles têm uma vergonha grande por ter gerado um cara que foi uma aberração e pensam apenas agora no bem estar das pessoas.

Segue foto que fiz de um exposição chamada SoundFrame onde o som e a luz são trabalhados por novos artistas.
Saca o clima.
Abraço e é meu convidado para uma visita aqui, caso não conheça. Serei seu guia!
Cheers com Guinness! ahahaha”

Luiz


Older Posts »

Powered by WordPress