klebinho+joy division+john peel+#267+glenn branca…

Assunto: Joy+#267

“Fala, Mauricio

Acho que você já conhece esse doc…

Eu não conhecia, e fiquei pasmo (pasmo pode?) com algumas histórias que eu não fazia ideia.

Mas o legal é que lá pelo minuto 50 o John Peel toca “Atmosphere” pela primeira vez no rádio… na rotação errada. Soa familiar?

Demais as histórias sobre o Stradivarius e sobre o Bikaye no #267. E valeu pelo Glenn Branca no #266. Vem mais pedidos arqueológicos por aí.

Abraços”

Kleber

zaNzaNdo pelo zoo de berlim…

Assunto: o voo pelo zoo de berlin

“fala mauvaul, tudo certinho?
olha, eu fiquei obviamente pessoalmente tocado por essa conexao do #267 com a minha amada berlin 🙂

fico feliz de ver berlin levando um clima afro pro ronquinha. sempre que rodo uns disquinhos pelas festas por aqui escuto comentarios de como eh bom ouvir alguma coisa diferente do techno que impregina a cidade.
na linha do mestre toni allen, que em nosso encontro me rebatiou de juan, vale a pena conferir o som que ele fez com o mc de berlin chamado megaloh (de origem nigeriana):

e que descoberta incrivel esse disco do zazao & bikaye! ainda nessa pegada, vale a pena dar uma conferida no selo philophon, rapaziada que comanda um studio todo analogico e cheio de brinquedinhos das decadas de 50 e 60, coisa de doido!

e pra quem nao ligou o nome a pessoa, o famoso filme da christiane f se passa aos redores do zoo de berlin.

aquele abraco e ate jah!”
joao

como encarar o cramunhão…

diante das mais recentes ações das ratazanas golpistas FDP em são jujuba, só me restou saber como é possível enfrentar o capeta…

começando pelo título do filme, caiu como uma luva mergulhar na resistência de churchill ao acordo de paz com o demônio alemão… destaque absoluto para a interpretação estrogonófica de gary oldman como o primeiro ministro britânico… do jeito que estou derrubado pelos vermes da colina, foi inevitável o devido embate entre os charuteiros… sinistróide!

a cena no metrô (que na realidade nunca aconteceu) é de levantar o astral de qualquer mortal… enfim, se o the guardian deu 4 estrelas pro filme, não serão os entendedores de “viés” e “recortes” daqui que travarão sua ida ao escurinho do cinema, né?

aguardando os próximos capítulos do “destino de uma nação” made in são cristóvão

new order…

Assunto: Preciso reconhecer que perdi…

“Sim, estou aqui para lhe dizer que o meu sentimento, hoje, é de total derrota. E esse sentimento fará com que eu me distancie cada vez mais do futebol. Até porque há três anos não frequento estádios para ver os jogos do Vasco. No ano passado já enojado com tudo que acontecia com clube, assisti a pouquíssimos jogos pela tv e no rádio nem se fala. Desde a morte do comentarista Jorge Nunes da Super Rádio Tupi que eu não tenho mais vontade de ouvir futebol no rádio. E olha que eu sempre tirei o volume da tv pra ouvir as transmissões no rádio, porque a emoção da narração é infinitamente superior.
E não é só o futebol que vai perdendo importância, né? Hoje em dia a cultura do carnaval perde força até mesmo nos redutos antes considerados tradicionais, ninguém mais dá ou pega doces no dia de São Cosme e Damião, e por aí vai. Tá foda!

O sentimento um dia para.

/+/

):

cheers,”

Jeferson

bruno mandou pra gente…

“Esse é o Congresso do Vasco. São essas pessoas – como se vê, super antenados e visando um futuro melhor – que decidem o rumo de um dos mais populares clubes do Brasil. Alguns desses são uns dos que escreveram o mais feio capítulo da história do clube, negando pela primeira vez em 120 anos o desejo do sócio e da grande maioria dos torcedores.
Um “presidente” que até dois dias atrás era oposição a tudo que aí está. E que agora foi eleito pela “situação”. Um golpe orquestrado pelas pessoas que não abrem mão do poder. Não há paixão pelo clube. Há paixão pelo poder. O “presidente eleito” já assume com uma rejeição só não maior que a do seu antecessor. Aquele que continua dando as cartas e tratando o Vasco como se fosse sua padaria. Mas este a gente já conhece. O Brasil não suporta mais esse tipo de pessoa. Mas os “congressistas” do clube não querem abrir mão. Querem a continuidade do que está aí. Um clube com milhões de torcedores sendo representados por esses 300 e esse estatuto insano. Com o presidente sendo eleito – lembrando! – contra o desejo do sócio. Um presidente imposto. Acho que já vimos esse filme. Não vou reconhecer Alexandre Campello. Aliás, não reconheço mesmo, pois o tinha guardado num lugar agradável da minha memória, o carinho com o qual ele sempre me tratou desde que eu era criança e frequentava os treinos em São Januário. Não achei digno seu gesto. Achei feio, vil, covarde. Até maquiavélico. Com alianças que desdizem o ele diz há anos. Não confio em golpistas. E o Vasco hoje sofreu o maior de todos os golpes que sua democracia vem levando nas últimas décadas. O Vasco sempre foi a cara do Brasil, o clube que abriu as portas pro negro. Que teve seu estádio construído com o dinheiro suado dos seus torcedores – estes que hoje são completamente ignorados em seus desejos. Pois é. O Vasco continua sendo a cara do Brasil. Pena que da pior forma possível. Não contem comigo.” Bruno Mazzeo

nicolas, markus, copinha, barcaça & o cheirinho…

Assunto: Nicolas, ontem à noite

“- Tá vendo o que aí no celular ?
– Estou dando uma olhada para ver como estão as coisas lá na eleição do Vasco….
– Pô Pai …..pirou ? Tá maluco ? Chamberlain ? Estamos aqui torcendo pelo Mengão nas quartas da Copinha e você vendo notícias do Vasco ?
– Pois é Nicolas ….. Estou sentindo um cheiro estranho no ar ….. Apesar de adversários em campo , fora das 4 linhas somos todos irmãos , parceiros e estamos , literalmente na mesma barcaça ……

PQP ….. e não deu outra …. lamentável …

Fueda !

Forte abraço ”

Markus , Nicolas & Family

 

traíras, ratazanas, oportunistas FDP…

vermes que fazem qualquer negócio para se agarrar ao poder… destruiram o sonho de uma torcida que não vê a hora de entrar nos anos 70 (isso mesmo, tamanho é o atraso mental dessa corja que “gerencia” o vasco há décadas). armaram um golpe dos infernos para manter tudo como sempre esteve… beneficiando o pior tipo de gente que há no planeta.

cambada de FDP jogando no ralo uma História como poucas…

a cara do brasil

) :